quinta-feira, 13 de setembro de 2018

D. António Moiteiro, Bispo de Aveiro há quatro anos

D. António na Igreja Matriz 

D. António no Agrupamento de Escolas 

D. António na visita ao Porto de Aveiro  e Capitania

D. António no Grupo Desportivo da Gafanha

D. António Moiteiro celebra hoje, 13 de setembro, a tomada de posse como Bispo de Aveiro, em 2014. No dia seguinte, 14, aconteceu a sua entrada solene na Diocese aveirense. Felicito D. António pelas efemérides, na certeza de que continuará connosco a crescer na fé, rumo a uma sociedade mais fraterna, mais solidária e mais humana, sob as marcas indeléveis da Boa Nova de Jesus Cristo. 
Tanto quanto me é possível, tenho acompanhado o seu espírito de serviço, a sua entrega sem limites aos projetos que têm vindo a ser implementados, sem descurar a importância de permanecer próximo das pessoas. Atesto isto mesmo por observação direta aquando da sua visita pastoral à Gafanha da Nazaré. Falava com simplicidade com dirigentes associativos, dando a sua opinião e sugestões com delicadeza e oportunidade, quer na área do desporto, do ensino, dos departamentos paroquiais, cívicos e empresariais, quer das autoridades marítimas e portuárias. E nas cerimónias religiosas, senti como foi escutado e acarinhado. 
Tive a felicidade de conhecer todos os bispos da restaurada Diocese de Aveiro e em todos eles apreciei qualidades humanas e cristãs: o sentido de unidade e poesia de D. João Evangelista; o entusiasmo pastoral de D. Domingos; o fervor sinodal e a cultura teológica de D. Manuel; o espírito de entrega sem limites e a capacidade criativa de D. António Marcelino; a bondade e proximidade de D. António Francisco, elevadas ao expoente máximo; e agora, em D. António Moiteiro, valorizo o sentido de entrega à Igreja, de mãos dadas, sem complexos nem barreiras, com o povo de Deus que lhe foi confiado. Que Deus o ajude. Que todos saibamos estar com D. António Moiteiro. A unidade faz a força neste momento de crise. 

Fernando Martins

Sem comentários: