segunda-feira, 16 de julho de 2018

Eu torci pela Croácia


Eu torci pela Croácia. Perdoem-me os franceses. É que no mundo do futebol eu coloco-me sempre ao lado dos considerados mais fracos, na esperança de que quebrem a vaidade e a arrogância dos mais poderosos. Exceção feita, está visto, quando joga Portugal.
Posicionei-me à partida na bancada da Croácia e por ali andei a sentir o palpitar dos adeptos que sabiam, à partida, ser a equipa da França mais poderosa do que a sua. Diga-se que um jogador francês lembrou que perderam o Europeu por menosprezarem a equipa lusa. E gostaria que a Croácia batesse o pé aos gauleses para ouvir a desculpa, que seria, daqui a uns anos, igual à do Europeu. 
Apesar de tudo, ganhar e perder é tudo desporto, como aprendi em pequeno e sempre assim ensinei. De qualquer modo, os meus parabéns aos Franceses e votos de que, da próxima vez, os croatas sejam mais felizes.

Sem comentários: