segunda-feira, 21 de maio de 2018

Luto nacional pelo morte do "pai" do SNS


O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decretou um dia de luto nacional pelo falecimento de António Arnaut,  “pai” do SNS (Serviço Nacional de Saúde), ao aceitar a iniciativa do primeiro-ministro, António Costa. Congratulo-me com a decisão, uma vez que o SNS corresponde a um projeto de largo alcance social, apesar de necessitar de constantes aperfeiçoamentos. 
Na altura, Portugal deu um extraordinário passo na linha de oferecer cuidados de saúde a todos os portugueses, realidade não existente no universo dos países do mundo.

Sem comentários: