quarta-feira, 14 de março de 2018

MORREU O FÍSICO STEPHEN HAWKING

«Todos os dias pode ser o meu último, 
eu desejo tirar o máximo de cada minuto»



«Apesar de sofrer de esclerose lateral amiotrófica desde os 21 anos, Hawking surpreendeu os médicos ao viver mais de 50 anos com esta doença fatal, caracterizada pela degeneração dos neurónios motores, as células do sistema nervoso central que controlam os movimentos voluntários dos músculos.
Em 1985, uma grave pneumonia deixou-o a respirar por um tubo, forçando-o, desde então, a comunicar através de um sintetizador de voz eletrónico.
"Eu vivi cinco décadas mais do que os médicos haviam predito. Eu tentei fazer bom uso do meu tempo", disse no documentário "Hawking", de 2013. "Porque todos os dias pode ser o meu último, eu desejo tirar o máximo de cada minuto", acrescentou.»

Ler mais no DN 

NOTA: Hawking foi um cientista de renome que não fugiu às questões, mesmo quando eram controversas. Fisicamente limitadíssimo, a sua inteligência superou imensas dificuldades para legar à humanidade teorias, conceitos e saberes sobre o universo insondável para o comum dos mortais.

Sem comentários: