sábado, 27 de junho de 2020

Aldeia abandonada...

Aldeia do Caramulo

Estávamos longe da crise que presentemente vivemos, envolvidos pelo mistério do seu fim ou do início do recomeço sem temores, quando registei a minha passagem pelo Caramulo em férias. A aldeia, cujo nome não consegui averiguar, dá sinais de ter sido abandonada, decerto por outras crises de que pouco se fala. Crises de desemprego, de vontade de mudar de vida, porventura de fome, de aventura com sonhos de um futuro melhor. Ali abundava em sossego o que faltava na mesa do dia a dia. O nosso interior oferece belezas ímpares sob vários pontos de vista. Porém, não consegue esconder o atraso a que foi votado durante séculos. O progresso estabeleceu-se no litoral, onde o mar convida a outros desafios.

F. M.

Sem comentários: