quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Férias: um cheirinho a maresia

Com votos de boas férias com saúde

Boca da Barra
Costa Nova

Nos dias de hoje a humanidade exerce, através das suas atividades diárias, uma enorme pressão sobre os recursos naturais, que se tem traduzido pela progressiva degradação dos ecossistemas naturais. A contaminação dos recursos hídricos, a poluição atmosférica, a devastação das florestas, são formas de agressão ao meio ambiente. É necessário, e urgente, a modificação do nosso comportamento em relação à natureza, compatibilizando práticas económicas e comportamentos do dia a dia, no sentido da preservação ambiental, ou seja, pela prática de um desenvolvimento sustentável. 
Em tempo de lazer, férias na praia, surge uma oportunidade de refletirmos sobre o valor dos oceanos. Cinquenta por cento (50%) do dióxido de carbono lançado na atmosfera é absorvido pelos oceanos e setenta por cento (70%) do oxigénio da terra é produzido pelo plâncton marinho. 
O papel das florestas marinhas é fundamental, são as algas mais pequenas que nos dão o ar que respiramos. Setenta e um por cento (71%) da superfície terrestre encontra-se coberta pelos oceanos e está por desvendar. 
Conhecemos melhor a superfície da Lua do que o fundo dos oceanos! No entanto estes desempenham um papel fundamental, por exemplo, no chamado “Ciclo do carbono”. Portugal tem a terceira maior Zona Económica Exclusiva entre os países da Comunidade Económica, 1.727408 Km2, muito superior, em área, à do território nacional. “Se não soubermos o valor dos oceanos, também não saberemos o valor das oportunidades que nos poderão dar no futuro se os conservarmos, nem tão-pouco o valor que arriscamos perder com a sua degradação e destruição”. 
Já agora, na praia não deixe resíduos na areia, utilize os contentores que se encontram espalhados pelo areal; se está ao sol, com vista para o mar, porque fuma?  Deixe o cigarro em casa, aproveite as férias para mudar, deixar ou, pelo menos, reduzir o número de cigarros diários, é um bom começo. E o exercício físico? Comece por longas caminhadas à beira-mar, de preferência de manhã cedo. Livre-se do calor excessivo e dos malefícios dos raios ultravioletas, faça uma pausa entre o meio-dia e as três da tarde e não se esqueça do protetor solar. 

ACES Baixo Vouga - Unidade de Saúde Pública

NOTA: Publicado na "Agenda Viver em..." da CMI

Sem comentários: