quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

EUGÉNIO BEIRÃO — “FINJO QUE SOU POETA”



“FINJO QUE SOU POETA”

Finjo que sou poeta
e construo flores de palavras
que uso na lapela.
Mas poeta eu não sou.
Assomo apenas à janela
a contemplar os astros;
e com luminosos traços
ensaio dizer o deslumbramento.

Eugénio Beirão
In Os Dias Férteis

Sem comentários: