"A paz depende de nós", diz António Guterres na ONU



«O ano que agora  se inicia deve ser “o ano em que todos – cidadãos, governos, dirigentes – procurem superar as suas diferenças”, através do “diálogo e do respeito independentemente das divergências políticas”, “por via de um cessar-fogo num campo de batalha ou mediante entendimentos conseguidos à mesa de negociações para obter soluções políticas”, defende. E termina: “A dignidade e a esperança, o progresso e a prosperidade – enfim tudo o que valorizamos como família humana – depende da paz. Mas a paz depende de nós.”»

Li no Público

NOTA: Como português e como cidadão, e ainda como admirador de  António Guterres, o político e o homem de intervenção solidária. auguro os melhores êxitos ao novo Secretário Geral da ONU. O mundo tem os olhos postos neste homem conhecido como bom negociador. Ele sabe, melhor do que ninguém, que os caminhos da paz são árduos, tortuosos, com altos e baixos. Mas também sabe que é preciso capacidade e estratégias para levar de vencida os arautos da guerra, do terrorismo, da ganância económica, do lucro fácil e dos mantenedores das escravaturas.  Oxalá encontre quem esteja com ele ao serviço das causas da paz, da harmonia, do progresso, da erradicação da pobreza e das justiças sociais. 

Comentários