A Atividade Física




Foi comemorado no dia 6 de abril, o Dia Mundial da Atividade Física. Segundo dados da OMS, a inatividade física é o quarto principal fator de risco de morte no mundo e aproximadamente 3,2 milhões de pessoas morrem a cada ano em consequência disso.
Fazendo jus à efeméride, retomei o exercício físico, depois de uns meses largos de letargia, a que um longo inverno me obrigou. Como privilegio o exercício aeróbico em contacto com a natureza envolvente, fiz uma incursão na minha horta, com a benção do astro-rei. Ele é, aliás, o meu cúmplice nestas deambulações pela mãe natura. Pus de novo, o corpo a mexer, o que não foi pacífico para as articulações e toda a máquina em geral.

A falta de atividade física é um fator de risco para as doenças cardiovasculares, cancro e diabetes. No mundo, um em cada três adultos não pratica atividade física regular. 
O corpo foi geneticamente programado para funcionar melhor quando recebe estímulos de movimento físico. Todas as suas funções acontecem com menos desgaste para os órgãos, quando se trata de pessoas ativas. A atividade física feita de forma regular previne, ou melhora uma série de doenças e problemas de saúde. Diabetes, hipertensão, obesidade, e até mesmo complicações das funções cognitivas, como o Alzheimer, que conta única e exclusivamente com o exercício aeróbico regular como meio de prevenção. Do alemão...só me interessa a língua que aprendi na juventude, rejeitando qualquer outra forma de intimidade.
Por outro lado, o sedentarismo é o mal do século, o grande motivo da mudança de perfil da população mundial em número de obesos, além das doenças adquiridas principalmente por maus hábitos de vida. Um corpo sedentário funciona mal, sobrecarrega todos os órgãos, até levá-los à falência parcial ou total, como acontece com o pâncreas, no caso do diabetes. Por fim, pode-se dizer que atualmente o sedentarismo é uma das maiores causas de morte prematura no mundo. É uma questão séria e de proporções internacionais.
Falta de empo, de dinheiro, de espaço não é desculpa, o que é fácil de explicar: com apenas 20 minutos de caminhada por dia, já se pode melhorar a qualidade de vida. Aquela pode ser feita durante um dia de trabalho, em que as pessoas tentem percorrer a pé, todas as distâncias possíveis, preterindo os meios de transportes ao movimento, substituindo escadas rolantes e elevadores por escadas convencionais. São simples atitudes do dia a dia que fazem a diferença.
Neste meu primeiro dia de exercício físico, deambulei pela horta numa atividade aeróbica de erradicação das infestantes, enquanto a mente se ocupava a admirar as bizarrias que a mãe natura me proporciona. É recorrente o aparecimento de “fenómenos”, nos produtos hortícolas que por cá medram: favas siamesas, tomates com excrecências fálicas, tendo sido a surpresa deste dia, dois limões siameses. Exercito o meu sentido de observação, admiração e gratidão.
No fim deste retomar de exercício físico, cheguei ao fim do dia completamente alquebrada e com uma forte determinação - visitar....o mecânico/dico... Há muito de comum entre ambos:  fazem checkups, revisões periódicas e lubrificação às engrenagens da máquina...e até a estrutura mórfica das palavras  é muito semelhante.
De ressalvar…a curta garantia que ambas as especialidades oferecem…   
MaDonA
09.04.2016


Comentários