ALIMENTAMO-NOS UNS DOS OUTROS



«É verdade que à mesa não nos alimentamos apenas ao mesmo tempo e dos mesmos alimentos. Alimentamo-nos uns dos outros. Somos uns para os outros, na escuta e na palavra, no silêncio e no riso, no dom e no afeto, um alimento necessário, pois é de vida (e de vida partilhada) que as nossas vidas se alimentam.»


Em “O Hipopótamo de Deus 
— Quando as perguntas que trazemos valem mais 
do que as respostas provisórias que encontramos”, 
de José Tolentino Mendonça




Comentários