Museu de Ílhavo já acolheu a bateira "Ílhava"

Ílhava

«“É um dia de festa, um dia de encantamento”. Foi desta forma que Álvaro Garrido, coordenador da direcção do Museu Marítimo de Ílhavo (MMI) caracterizou o dia ontem vivido na casa de cultura do mar ilhavense e que mereceu a atenção de várias centenas de pessoas. Aproveitando a passagem do primeiro aniversário do Aquário de Bacalhaus, os responsáveis por aquele espaço museológico decidiram promover mais um dia aberto, que compreendeu várias actividades e culminou com a inauguração da bateira “ílhava”, a mais recente aquisição da Sala da Ria do MMI.



Esta embarcação secular - que tinha desaparecido por completo - foi mandada construir pela Associação dos Amigos do Museu de Ílhavo (AMI), num investimento superior a 20 mil euros, e está agora ao alcance da vista de todos os visitantes do museu ilhavense.
Na cerimónia de inauguração do novo atractivo do MMI, Álvaro Garrido não deixou de lembrar que a aquisição desta embarcação tradicional corresponde “a um sonho antigo do público do museu”, agradecendo, depois, à AMI a concretização desse objectivo.
Já Aníbal Paião, presidente da AMI evocou todo o processo que tornou possível a construção desta bateira secular que tem 13,75 metros de comprimento e 2,5 metros de largura. E destacou os elementos da associação que estiveram envolvidos na coordenação do projecto - Ana Maria Lopes, Marques da Silva, Senos da Fonseca e Etelvina Resende -, bem como o construtor naval, António Esteves, que abraçou o desafio de construir esta embarcação histórica.»

Texto de Maria José Santana, no Diário de Aveiro



Comentários