Anunciar Deus com amor

Não é à «força de convencer» ou teimar em obrigações 
que se anuncia Deus, mas com amor, diz papa



«Anuncia-se Deus, encontrando as pessoas, com atenção à sua história e ao seu caminho», declarou Francisco. «Face aos inúmeros Lázaros que vemos, somos chamados a inquietar-nos, a encontrar formas de os atender e ajudar, sem delegar sempre a outras pessoas nem dizer: “Ajudar-te-ei amanhã, hoje não tenho tempo, ajudar-te-ei amanhã”. E isto é um pecado. O tempo gasto a socorrer os outros é tempo dado a Jesus, é amor que permanece: é o nosso tesouro no céu, que nos asseguramos aqui na Terra», apontou.

Ler  mais aqui

Comentários