Tolentino Mendonça de novo distinguido

José Tolentino Mendonça: 
Itália reconhece de novo o poeta lusitano e "pasoliniano"



«Depois da participação, em maio de 2006, na Feira do Livro de Turim, como um dos representantes de Portugal - no mesmo ano em que foi publicada em Itália a sua antologia poética, traduzida por Manuele Masini ("La notte apre i miei occhi", "A noite abre os meus olhos", Editora ETS, Pisa); depois de ter sido escolhido como a voz poética lusófona do Festival Mediterranea, que teve lugar em julho de 2010 na Ilha Tiberina [Roma] e, um ano depois, de ter sido o artista português, entre os sessenta escolhidos em todo o mundo, a participar na mostra "O esplendor da verdade, a beleza da caridade", que solenizava o 60.º aniversário da ordenação sacerdotal de Bento XVI; por fim, depois de em 2014 ter representado Portugal no Dia Mundial da Poesia, a grande festa das literaturas europeias realizada em Roma pela rede EUNIC, com o patrocínio da Comissão Nacional Italiana para a UNESCO, José Tolentino Mendonça regressa a Roma, na véspera do cumprimento do seu primeiro meio século de existência, para receber um outro reconhecimento literário da Itália.»

Ler mais aqui

Nota:Não será novidade para os meus leitores e amigos a admiração que nutro pelo padre, poeta, biblista e ensaísta José Tolentino Mendonça, cujos livros leio e releio ao sabor das minhas necessidades espirituais e culturais. Não posso, portanto, ficar indiferente ao reconhecimento público da sua obra e à justa e merecida distinção de que é alvo a vários níveis. Desta feita, Itália reconhece de novo o poeta lusitano. Os meus parabéns.

Comentários