Dia da Mãe


"À minha mãe e a todas que ousaram sê-lo, 
nos tempos difíceis que atravessamos."



Dia da Mãe

Falésia que resiste à tempestade
E sempre acolhedor porto de abrigo.
O náufrago almeja estar contigo
Em busca de paz e serenidade.

És um mar de ternura e de bondade
Que afasta os seus rebentos do perigo
E como cantou já, um poeta antigo
És “Mater Dolorosa” da Humanidade.

Em luta de inteira abnegação
O teu livro, na vida, se imprime
Numa epopeia de dedicação.

Não haverá filho que não te estime
Te guarde bem viva em seu coração
E te ponha num pedestal sublime!


Mª Donzília Almeida


13.02.2
015

Comentários