sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

CONCERTO DA FILARMÓNICA OVACIONADO DE PÉ

A Filarmónica Gafanhense 
apresentou o seu concerto de  Natal 
na igreja matriz 

Filarmónica Gafanhense (foto do meu arquivo)

Ainda não era Natal, mas já se sentia como se fosse. Vivia-se então o dia 16 Dezembro último, bafejado por um sol de Outono que aquecia de soslaio a terra e as almas.
A noite aproximava-se e, com ela, o desejo de viver o serão no aconchego e conforto do lar. Era lógico que assim se pensasse, mas não, os habitantes das Gafanhas saíram de casa e dirigiram-se para a igreja matriz da Gafanha da Nazaré. O templo rapidamente se encheu de uma pequena multidão, que também levou com ela o apetecido calor dos seus lares, naquela noite quase de Inverno.
Então o que é que se passava que conseguiu tirar de casa toda esta gente? Tratava-se de mais um concerto da Filarmónica Gafanhense, mais propriamente o de Natal.
O espectáculo dividiu-se em duas partes, a saber: actuação do Coro de Câmara D’Ouro dirigido pelo maestro José Gonçalves e, de seguida, a referida filarmónica sob a direcção do maestro Henrique Portovedo. 
O Coro e a Filarmónica cantaram e tocaram especialmente músicas clássicas alusivas à época festiva, tendo-se destacado Herlander Sousa. Foi na Filarmónica Gafanhense que este último iniciou os primeiros passos musicais. Mais tarde. Herlander ganhou o 1ª prémio, tocando Flute Concertino op.107 de Cécile Chaminade, obra musical que sempre o acompanhou e que o ajudou a alcançar novos horizontes.
Pela reacção do público, o concerto agradou plenamente, ovacionando-o de pé todo o evento com calor e entusiasmo.
Estão de parabéns a Filarmónica Gafanhense, o Coro de Câmara D’Ouro e seus dirigentes, entre os quais o senhor Paulo Miranda. Também não nos devemos esquecer do maestro Henrique Portovedo e os seus músicos.
Os últimos agradecimentos são dirigidos às entidades religiosas e políticas, nomeadamente o senhor padre César, à Junta de Freguesia da Gafanha da Nazaré através do seu presidente, senhor Carlos Rocha que ajudaram na concretização deste belo acontecimento artístico, musical e cultural. 

Janeiro de 2018

Licínio Ferreira Amador

Sem comentários: