Morreu Fernando Campos, romancista histórico





O autor do romance histórico A Casa do Pó, best-seller no final dos anos 1980, morreu no sábado em Lisboa, mas só nesta segunda-feira é que a notícia foi divulgada pela família.

“A Casa do Pó é um romance sem padrinhos. Fernando Campos, o seu autor, é um homem que durante dez anos persistiu na demanda do enigma de Frei Pantaleão, franciscano no Itinerário da Terra Santa. O enigma resistiu à investigação, mas a ficção portuguesa ganhou um romance extraordinário, melhor entre os melhores.”,  escreveu Clara Ferreira Alves no Expresso sobre o autor que escreveu o seu primeiro romance aos 61 anos. 

Texto de ISABEL COUTINHO, no Público

NOTA: Li este e outros livros de Fernando Campos, todos com entusiasmo, tanto pela escrita fluente e sem mácula que o autor cultivava, mas também pela abordagem de temas de matriz história.  Neste eu primeiro livro debruçou-se sobre o aveirense Frei Pantaleão.

Comentários