quinta-feira, 23 de março de 2017

Hoje acordei assim

Pedras com expressão

Hoje acordei assim. Nem podia ser de outra forma, ou não fôssemos nós influenciados pelo ambiente que nos envolve. Que nos envolve e que faz de cada um de nós seres tristes ou alegres, otimistas ou pessimistas, satisfeitos ou insatisfeitos, comunicativos ou taciturnos. E as pedras também sabem dar-nos recados ou refletir verdades. Nuas e cruas, como diz o povo na sua sabedoria sem limites. O frio, próprio do inverno, está a fazer mossa nas pessoas e noutros seres vivos. E até em seres inanimados. O frio estraga tudo. Dá-nos cabo da paciência: Acicata as dores ósseas e musculares, afeta o nosso pensar e agir, obrigando-nos a ficar por casa no aconchego dos cobertores ou dos aquecedores, para quem os tem ou pode ter. Mas ele há de cansar-se de nos incomodar. E a primavera virá, mais tarde ou mais cedo.

Sem comentários:

destaque

Vigário-Geral — Os projetos da Igreja são de todos nós

Dia do Diácono celebrado em Soza  com a participação de algumas esposas Diácono Permanente Carlos Nunes coordenou a reunião Aspe...