No Farol, a noite estava a chegar


Foi à tardinha. A noite vinha a caminho. Apressada. E o nosso Farol, o mais alto de Portugal, estava atento. O foco rotativo dava sinais de que estava próxima a dança intermitente da sua luz anunciadora de que é preciso cuidado, A costa pode ser fatal para quem navega sem radar afinado. Há muitas histórias de tristes destinos. Todo o cuidado é pouco. E então imaginei-me lá no cimo, olhando à volta, mas tanto degrau para subir já não me permite tais  devaneios. Pode ser que um dia o elevador me leve ao cocuruto do Farol da Barra de Aveiro. Há tantos anos que não vivo essa experiência!

Comentários