1.º de Dezembro — Restauração da Independência de Portugal

Deposição de flores (foto do Observador)

«“O que celebramos e celebraremos sempre é a nossa pátria e a nossa independência”, afirmou. “Independência política, independência financeira e económica — que exige rigor crescimento emprego e justiça social e recusa sujeições escuras, subserviências, minimizações intoleráveis quando todos sabemos que as nossas e os nossos compatriotas são cá dentro e lá fora os melhores dos melhores –, independência ética que impõe o respeito da pessoa humana, dos deveres e direitos fundamentais, da isenção, da honestidade da transparecia da vida comunitária.”»



NOTA: Partilho a ideia do erro que representou o corte do feriado do 1.º de Dezembro. Há datas marcantes da nossa identidade nacional; há símbolos intocáveis. E esta data era um desses símbolos, 

Comentários