A nossa gente: Fátima Pinho



Neste mês de setembro, em que se retomam as atividades desportivas no Município, a rúbrica “a nossa gente” é dedicada a Fátima Pinho, atleta veterana ilhavense. 
Fátima Pinho é atual recordista nacional nos 5.000 metros, no escalão V50, e nos 10.000 metros, nos escalões de V45 e V50. A 20 de maio passado sagrou-se vice-campeã da Europa de 10.000 metros em Monte Gordo, com o tempo de 39:48 minutos, ficando apenas atrás da suíça Marianne Kaempf, que terminou aos 39:33 minutos. 
Em Fevereiro deste ano foi homenageada pela Associação Nacional de Veteranos, em Famalicão, pelo seu fantástico percurso. 
Fátima Pinho iniciou-se no atletismo apenas quando começou a acompanhar as filhas, Carina e Sara Pinho (atual atleta do Sporting Clube de Portugal), nas suas competições, dando-lhes todo o apoio que necessitavam. Entretanto, tomou o gosto e, segundo a filha Sara Pinho, “passou de aguadeira a campeã”.
Normalmente, os atletas iniciam a sua carreira desportiva enquanto jovens, mas no caso de Fátima Pinho isso não aconteceu, porque nunca lhe foi dada essa possibilidade, por ter que ajudar os seus pais na lida da casa e na agricultura e, também, por ter casado muito jovem. 
Iniciou, então, a sua carreira por volta dos 34 anos e, hoje, com 53, é uma das melhores atletas veteranas a nível nacional e europeu. É, sem dúvida, uma referência do atletismo Master em Portugal. Começou por integrar a equipa da Senhora dos Campos, passou pel’ Os Ílhavos e, neste momento, integra a equipa do GRECAS – Vagos.
Entretanto, venceu vários Grandes Prémios em Portugal, arrecadou vários títulos regionais e nacionais, quer em pista, quer na estrada, quer no cross. De realçar o facto de ser Campeã Nacional de Cross desde 2011 e de se manter sempre nas seis primeiras posições, ao longo dos últimos cinco anos, na classificação geral de veteranas. 
De destacar, também, o facto de, desde 2012, subir sempre ao pódio nos Campeonatos Distritais Absolutos (seniores) de Aveiro em 10.000 metros, de fazer parte da equipa sénior do clube e de pontuar para a mesma, integrando mesmo a equipa nos apuramentos do campeonato nacional de clubes e nas respetivas fases nacionais, nos 3.000 ou nos 5.000 metros. 
Após todos estes anos nunca baixou os braços em nenhuma competição. Pode acabar sem forças e de rastos, mas nunca desistiu. Houve até uma vez, numa prova para apuramento do Campeonato Nacional de Clubes, em que ficou sem uma sapatilha e, mesmo assim, parou para a calçar e continuou a prova, acabando nos lugares da frente. 
Fátima Pinho é, sem dúvida, uma atleta cheia de força de vontade e de garra, alguém que marca e deixa marca no mundo do atletismo. Todos têm um carinho especial por ela, desde atletas, dirigentes, treinadores e simpatizantes. Para as filhas - Sofia, Carina e Sara - representa um orgulho imenso e veem a sua mãe como um ídolo no mundo do desporto. 
Funcionária da empresa Pascoal (trabalho, por vezes, um pouco exigente a nível físico), Fátima Pinho raramente chega a casa sem vontade de treinar. 
Fátima Pinho acredita que é uma terapia: “A corrida é algo que me proporcionou muitas alegrias na minha vida, levou-me a conhecer Portugal – cidades e pessoas que não conhecia – e trouxe-me muitas alegrias, com várias vitórias. Julgo que sou um exemplo para muita gente, no sentido de nunca ser tarde para começar a fazer alguma coisa e para nos destacarmos pelo nosso trabalho e dedicação. As pessoas é que fazem o seu destino e sermos ativos só traz bem-estar e energia. O desporto faz-me mais jovem”. 

Fonte: Agenda “Viver em…” da CMI

NOTA: Não conheço Fátima Pinho, mas ao ler o destaque que lhe é dado na agenda “Viver em…” da CMI não posso deixar de louvar quem assume paixões no desporto amador, sem olhar à sua idade e ao cansaço que advém da profissão que exerce. 
Conferi a idade para não ficar com dúvidas: A Fátima começou, realmente, a sua carreira no Atletismo por volta dos 34 anos e hoje, com 53, é uma das melhores atletas veteranas a nível nacional e europeu. 
Tendo já alcançado grandes vitórias, reconhece, contudo, que o desporto a faz mais jovem. Grande exemplo para todos nós.
Os meus sinceros parabéns com votos de que continue a representar condignamente a nossa gente.


Fernando Martins

Comentários