Engenharia popular


O nosso povo é capaz de tudo. Se não há dinheiro para projetos de engenheiros ou arquitetos, muito menos apoios de quem quer que seja, ele próprio se encarrega de tudo. Parte das necessidades, estuda a situação, traça as prioridades e avança para o que considera indispensável. Neste caso, tudo fez. Deus quer, o homem sonha e a obra nasce — ensinou o poeta. Tudo o mais virá por acréscimo. E a Ria está cheia destes improvisados cais... 

Comentários