"Ofereça um Natal mais Feliz"

Crianças da Obra da Providência 
foram contempladas com prendas natalícias

Ondina Silva entrega prenda
No dia 23 de dezembro, na agência do BPI, na Gafanha da Nazaré, houve entrega de prendas natalícias a crianças-utentes da Obra da Providências. Foram 33 as contempladas, oriundas, obviamente, de famílias com algumas dificuldades económicas. 
Quando entrámos naquela agência, deparámos com um cartaz elucidativo, direcionado para clientes do BPI de todo o país, intitulado “Ofereça um Natal mais Feliz”. 
O texto esclarece que «O BPI ajuda mais de 400 instituições de solidariedade» em todo o território nacional, enquanto procura estimular cada cliente a oferecer um presente «a uma criança apoiada por uma instituição da sua região». 

Sandra Cachim, diretora técnica da Obra,
assiste à entrega de uma prenda
Domingos da Silva, gerente da agência da nossa terra, esclarece que esta ideia surgiu há anos no banco, tendo sido de imediato assumida, porque considera ser importante levar à prática a solidariedade, em especial em tempos de crise. «A ideia é de facto ajudarmos as pessoas que mais necessitam», salientou. E acrescentou  que «foi com muito prazer que este trabalho foi promovido», contando com a dedicação de Ondina Silva, gerente de conta, «que orientou todo o processo».
Eduardo Almeida, em representação da Obra da Providência, agradeceu em nome das crianças e suas famílias a iniciativa do BPI, frisando «a nobreza do ato de quem está disposto a distribuir um bocadinho do que tem contribuindo para um Natal um bocadinho melhor» de quem mais precisa. Ainda realçou o gesto daquele banco e dos seus colaboradores e clientes, que mostra à saciedade que o sentido de partilha deve ser uma atitude presente nas comunidades em que vivemos.

Ondina Silva e Sandra Cachim convencem bebé
a receber a prenda
O gerente quis reforçar o interesse e o envolvimento concreto dos clientes, porque «eles é que foram os obreiros», e adiantou que, nas antevésperas da quadra natalícia, «chegam a perguntar quando é que começa a campanha para a recolha das prendas».
Com a abertura da campanha, é distribuído aos que desejam colaborar um cartão com o nome e a idade da criança, para que a prenda seja ajustada e de agrado de quem a vai receber.
Por sua vez, o BPI oferece um contributo monetário à Obra da Providência, enquanto se disponibiliza para analisar as iniciativas e projetos da instituição, no sentido de oferecer as melhores condições e garantias.

Fernando Martins

Comentários