Gafanha da Nazaré é filha do Porto de Aveiro

Navio-Escola Sagres

Edito hoje, no Galafanha, um texto que escrevi há anos para um jornal. Já passou muito tempo, mas julgo que mantém atualidade, no meu ponto de vista. A Gafanha da Nazaré não seria o que presentemente é, se não fosse o desenvolvimento que o Porto de Aveiro, com as suas diversas valências, suscitou. Mantenho, pois, o que então disse, muito embora haja, sem dúvida, razões para admitir que outros focos de interesse foram crescendo.

Comentários