Pintura no Centro Cultural

Pintura sobre vidro no Centro Cultural
Passei hoje pelo Jardim 31 de Agosto e não resisti ao colorido que sobressai na parede envidraçada do Centro Cultural da Gafanha da Nazaré. Aquele envidraçado, que minuto a minuto vai alterando o seu aspeto, qual espelho em permanente função, é um chamariz autêntico que ilumina os nossos olhares ávidos de luz e cor. Mas, curiosamente, também nos leva à reflexão, sobretudo quando nos exibe com as suas sombras o espaço do sono eterno de muitos dos nossos antepassados e amigos, com quem tantas vezes nos cruzámos sob o olhar paternal do nosso primeiro prior, Padre João Ferreira Sardo. Dele falarei um dia destes.

Comentários