quinta-feira, 7 de maio de 2015

Amanhã tudo se repetirá



«O homem viu as notícias enquanto comia um prato de esparguete com um molho infeliz de frasco, qualquer coisa com nome italiano que, decerto, não fazia justiça à reputação gastronómica daquele país. Viu os barcos, os naufrágios, os imigrantes, os refugiados, os polícias, os políticos e ainda os comentadores e depois, num suspiro, desligou a televisão. Considerou o seu gesto político e abriu uma garrafa de vinho. Amanhã tudo se repetiria.»

Li e vi  aqui

Sem comentários:

destaque

EM HORA DE SILÊNCIOS

Tenho andado, há uns tempos para cá, a cultivar o silêncio. Direi mesmo silêncios, porque os há na minha vida. E a Quaresma é uma ocasi...