O Catitinha mais uma vez


Já me referi ao Catitinha nos meus blogues, por se tratar de uma figura com o seu quê de original e mesmo mítico durante a minha meninice. Direi até que se fixou no meu imaginário como personagem misteriosa ou lendária. Depois, fui colhendo informações até me encontrar com a pessoa real. E disso dei conta no ciberespaço. Recebi, por isso, diversas achegas  com palavras de simpatia. Faltava-me, porém, visitar a sua campa em Avanca, o que fiz no passado sábado. E fiquei a saber que, afinal, foi seu desejo ficar sepultado naquela vila, bem perto do seu amigo Egas Moniz.




Podem ler mais aqui

Comentários