SEMANA DOS SEMINÁRIOS


Seminário de Santa Joana Princesa,
uma joia da arquitetura da década de 50 do séc. passado

Está a decorrer, até 16 de novembro, domingo, a Semana dos Seminários, cuja importância no seio da comunidade católica é por demais evidente. No seio da comunidade católica, de forma direta, e na comunidade humana, de forma indireta, já que, os que passam por estas casas de formação, sejam eles sacerdotes ou simples ex-alunos, saem profundamente enriquecidos pelos conhecimentos adquiridos e sentido humanista da vida.
Por observação pessoal de ambas as situações, atrevo-me a dizer que os seminários preparam para a vida pessoas com espírito solidário, compreensivas, abertas ao mundo, cultas e com sentido das responsabilidades sociais e políticas.


Todos sabemos que os seminários dos nossos dias pouco ou nada têm a ver com antigos, onde os alunos permaneciam um tanto ou quanto isolados do mundo. Hoje, com a abertura da Igreja Católica à sociedade e com as dinâmicas próprias das novas pedagogias e didáticas, reforçadas pelas novas tecnologias da comunicação e informação, os seminaristas frequentam escolas e universidades públicas ou privadas, convivendo e estudando com colegas e demais alunos de todas as matrizes ideológicas e correntes religiosas. E como suporte dessa formação multifacetada, surgem os seminários para a descoberta vocacional e para a caminhada espiritual, essencial na pastoral de uma Igreja mais atenta aos sinais dos tempos. 
É natural que a Igreja Católica considere os seminários como fundamentais na formação dos candidatos ao presbiterado, devendo os fiéis considerar-se corresponsáveis, não apenas com as orações, mas ainda com a partilha solidária. 

Da Nota Pastoral de D. António Moiteiro 
para a Semana dos Seminários, intitulada
“Servidores da alegria do Evangelho 
– Do discípulo ao apóstolo»

«Enquanto comunidade edificada por Cristo, a nossa diocese de Aveiro deve rejubilar e dar muitas graças a Deus pelo nosso Seminário de Santa Joana, dedicado ao Coração de Jesus, e pelas várias instituições que o constituem: o pré-seminário, com cerca de 50 adolescentes e jovens em processo de discernimento vocacional; o seminário menor, com 7 jovens do 10.º e 11.º anos; e o seminário maior, com 8 alunos em teologia: três no propedêutico, três no 3.º ano, um no 4.º e um no ano pastoral. É também com muita alegria que anuncio à Diocese que no próximo dia 16 de novembro, no encerramento da semana dos seminários, na Eucaristia das 19 h, na Sé, serão instituídos no ministério de acólito o Gustavo Fernandes e o João Santos e, no dia 8 de dezembro, às 16 h, na Sé, será ordenado diácono, em ordem ao presbiterado, o Pedro Miguel Vieira Barros.»

Ler a Nota Pastoral

Comentários