quarta-feira, 24 de setembro de 2014

ARES DO OUTONO: FOLHAS


Agora uma folha, depois outra. Devagarinho. Muitas mais quando houver vento, até ficarem desfolhados os ramos. Cores castanhas de várias tonalidades, umas ainda com sinais de vida, vida ténue, outras com marcas de morte evidente. Tempos depois são pó que se infiltra no solo para dar força a vidas novas. 

Sem comentários:

destaque

As tentações e o Diabo

Anselmo Borges  no Diário de Notícias 1 - Também por influência do Papa Francisco, está-se a rever, em várias línguas, a tradução d...