OS CHAMADOS "RETORNADOS"

Embarque no porto de Luanda (foto do OBSERVADOR)


No OBSERVADOR li um pouco da longa história dos que há 40 anos regressaram ao país das suas origens  [Portugal]. Não sei se a história já conseguiu identificar o número, mas fala-se em mais de um milhão. Muitos chegaram  com a roupa que traziam vestida e com uns trocos que o Governo lhes deu. Bastantes necessitaram de alojamento e alimentação, mas muitíssimos souberam adaptar-se e lutar com êxito pelo sucesso, mostrando enorme força de vontade e de capacidade. Foram exemplo para os acomodados que em Portugal sempre existiram. «Chamaram-lhes desalojados, regressados, repatriados, fugitivos, deslocados ou refugiados. Finalmente, em meados, de 1975 tornar-se-ão retornados. O nome colou-se-lhes. Ficaram retornados para sempre. Como se estivessem sempre a voltar.»

Comentários