Capela de S. Gonçalinho com mais 150 anos

Garante o historiador Amaro Neves 


Capela de S. Gonçalinho em dia das cavacas

«Quando, por ocasião das Festas de S. Gonçalinho deste ano, a Mordomia convidou Amaro Neves para intervir na cerimónia que visava assinalar os três séculos da capela, o historiador aveirense fez questão de avisar que não concordava com a tese dos 300 anos do templo.
A mordomia de S. Gonçalinho, presidida por Fernando Catarino, demonstrando saudável 'fair-play', manteve o programa e deu liberdade total de intervenção a Amaro Neves. O historiador gostou e lembra-se de, no dia da sessão que decorreu na Capela de S. Gonçalinho, ter dito que trazia uma prenda: "Mais 150 anos".»

Comentários