Sementes de um mundo novo


PELA PERSEVERANÇA, ALCANÇAREIS A VIDA PLENA

Georgino Rocha

Jesus e os discípulos estão nas imediações do templo de Jerusalém, termo da sua caminhada missionária iniciada na Galileia, Conversam sobre a majestade, a beleza e a consistência do que vêm. Estão maravilhados e cheios de confiança. Contemplam a afluência de pessoas devotas que vão lançar as suas ofertas nas caixas do tesouro. Sentem um orgulho compreensível pela história e funcionalidade do centro de peregrinação “nacional” aonde todos acorrem.

Jesus, bom observador e insigne pedagogo, aproveita este cenário para fazer um dos seus ensinamentos mais expressivos sobre o valor do tempo presente numa perspectiva do futuro definitivo, sobre a atitude fundamental a cultivar na esperança activa e perseverante, sobre os comportamentos corajosos, alicerçados não na fragilidade humana, mas na convicção consistente de que o Espírito de Jesus estará presente e actuante.


As surpresas e contrariedades serão incontáveis: Templo destruído, notícias falsificadas, anúncios alarmistas, fenómenos espantosos, perseguições de morte. Jesus indica aos discípulos a disposição e a atitude que, nestas circunstâncias, devem vivenciar: aproveitar para dar testemunho da fé que os anima, acolher a sabedoria que lhes será concedida, estar sempre vigilantes e interpretar o que vai acontecendo, manter-se firmes na esperança do novo que há-de surgir, resistir até à exaustão, ser perseverante na confiança de que, em seu nome (de Jesus) alcançarão a vida plena.

Esta visão do futuro alicerça-se em realidades históricas que os discípulos tinham presenciado e estavam a viver. O templo é pilhado e arruinado, aquando da invasão de Jerusalém pelas tropas de Tito ( pelos anos 70). A população é subjugada e muitos judeus são trucidados. A hostilidade para com os cristãos é crescente e converte-se em atitudes frontais que chegam à perseguição e à morte.

Jesus alarga os horizontes a esta experiência marcante para os discípulos e exorta-os à resistência não violenta, à paciência activa, à resiliência confiante na superação do caos e na construção de um mundo novo, gérmen da salvação desejada. Exorta-os a fixarem o seu olhar na meta do futuro e a trabalharem com determinação na transformação do presente. Aqui e agora, lançamos as sementes do mundo novo que tanto desejamos.

Georgino Rocha


Comentários