Mini-Feira Popular


Uma iniciativa de há 40 anos



Evocamos hoje,  como efeméride,  uma página de propaganda alusiva à Mini-Feira Popular, publicada no nosso Timoneiro,  em novembro de 1973. Nesta página lança-se um desafio à participação de todos, no sentido de que a festa seja grandiosa, até porque não faltariam motivos para isso: Atrações musicais fora de série com os nossos artistas Bisa e Pop Men, caldo verde, sardinha assada e caldeirada à Zé-Zé, quermesse, jogos e fado.
Cada fim de semana ficava à responsabilidade de um lugar da freguesia (Bebedouro, Cambeia, Chave, Cale da Vila, Marinha Velha e Barra), que apresentava os práticos típicos da região, sendo de salientar que as sobremesas eram oferecidas pelas famílias. 
A barraquinha da quermesse tinha traços do artista Zé Penicheiro, a quem o Padre Miguel recorreu e de quem era e é amigo.
O saldo económico da Mini-Feira Popular registou a verba de 96 590$10, dos quais foram aplicados 33.050$00 na aquisição de colunas de som, gravador, duas violas, bateria e aparelhagem sonora.

Comentários