Garante a Sedes: Incerteza desnecessária

É um “erro grave” pensar que tudo é aceitável porque o Estado está “falido"

Ao reduzir as actuais pensões, o Governo corta o contrato entre o Estado e o cidadão, diz associação presidida por Campos e Cunha. Não é uma verdadeira reforma, mas “mais uma” incerteza “desnecessária”.

Li aqui 

Comentários