Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2005

CONCÍLIO AINDA NÃO MUDOU OS CATÓLICOS

Imagem
D. Carlos Azevedo Passados 40 anos do encerramento do II Concílio do Vaticano, D. Carlos Azevedo, historiador e bispo auxiliar de Lisboa, aborda as questões essenciais e aponta caminhos para a concretização plena deste compêndio Agência ECCLESIA - O II Concílio do Vaticano está a comemorar os 40 anos de encerramento. Ainda se mantém actual ou já está ultrapassado? D. Carlos Azevedo – Considero que há dimensões actuais, sobretudo no estilo que foi criado na vida da Igreja. No estilo de participação sinodal, de escuta do Povo de Deus. Na capacidade de diálogo com aqueles que andam longe e afastados e de comunhão e diálogo com as várias confissões cristãs. Toda essa dimensão aberta pelo Concílio, no estilo de ser Igreja, continua actualíssima e está sempre em processo de realização. AE – Numa conferência sobre o II Concílio Vaticano, D. Carlos Azevedo afirmou que «muitos ultrapassaram-no pela direita e outros pela esquerda mas poucos chegaram ao núcleo». Qual a explicação para poucos atin…

Ética na política e nas empresas

ACEGE continua a divulgar o Código de ÉticaNo próximo dia 5 de Dezembro, a Associação Cristã de Empresário e Gestores (ACEGE) vai realizar junto dos seus associados de Braga a assinatura do Código de Ética num almoço/debate que contará com a presença do Luis Marques Mendes - Presidente do PSD, que proferirá uma conferência sobre o tema “Ética na Política”. A sessão começará às 12.30h com a celebração da Missa e será seguida de almoço no Hotel do Templo. No dia seguinte mas em Vila Real, será a vez de António Lobo Xavier falar sobre Ética na fiscalidade no almoço/debate na ACEGE daquela cidade. A sessão decorrerá na Estalagem Quinta do Paço e começará às 13h. No dia 7 de Dezembro realiza-se em Lisboa um almoço/debate com o Raul Diniz, Presidente da AESE escola de direcção e negócios, sob o tema "Compêndio Social da Igreja - Breve apontamento". O Compêndio sobre Doutrina Social da Igreja, recentemente publicado em Portugal pela Principia, surgiu de um pedido do Papa João Paulo …

“PÚBLICO” vai falar do Natal

JÁ A PARTIR DE AMANHÃ, DIA 1 DE DEZEMBROO jornal “PÚBLICO” vai começar a publicar a partir de amanhã, dia 1 de Dezembro, uma página diária sobre o Natal. Até ao dia 24, vésperas da celebração do nascimento do Deus-Menino, os leitores deste jornal poderão ficar a conhecer muito do que há para dizer sobre esse acontecimento que marcou o início da nossa civilização. Como anunciou hoje, ritos, tradições, celebrações e várias crenças serão um excelente contributo, assim creio, para ficarmos um pouco mais ricos, quer sob o ponto de vista cultural, quer espiritual. “Advento? O que é isso? Jesus Cristo nasceu mesmo a 25 de Dezembro? O que celebram os católicos a 8 de Dezembro, que os protestantes rejeitam? E o nascimento é valorizado no Islão ou no budismo, tal como o cristianismo fala do nascimento de Jesus?” Estas são algumas perguntas a que a partir de amanhã o “PÚBLICO” tentará responder. F.M.

MIA COUTO: citações – 3

“… a escrita não é uma técnica e não se constrói um poema ou um conto como se faz uma operação aritmética. A escrita exige sempre a poesia. E a poesia é um outro modo de pensar que está para além da lógica que a escola e o mundo moderno nos ensinam. É uma outra janela que se abre para estrearmos outro olhar sobre as coisas e as criaturas. Sem a arrogância de as tentarmos entender. Apenas com a ilusória tentativa de nos tornarmos irmãos do universo.” In “Pensatempos”

CRUCIFIXO NA SALA DE AULA

ESPERA-SE UM MAIOR EMPENHAMENTO DOS PAIS DOS ALUNOSAnda por aí um certo burburinho sobre a retirada do Crucifixo de uma sala de aula. E há mesmo quem proteste, vendo nesse gesto manobras sub-reptícias para abolir esse símbolo católico de todas as escolas oficiais do País. Afinal, a ministra da educação já esclareceu que não houve nenhuma ordem do Governo nesse sentido, sublinhando que há legislação, que não é recente, que pode levar à retirada de símbolos religiosos, se as escolas assim o desejarem e se for essa, obviamente, a vontade dos órgãos representativos dos pais ou dos alunos com idades para poderem manifestar a sua opção. Num Estado de Direito, as decisões têm de ser sempre democráticas e se os pais dos alunos, neste caso da escola estatal, livremente não aceitam símbolos religiosos nas salas de aula, por não serem católicos, esse direito tem de ser respeitado. Eu sei que o Crucifixo tem estado nas nossas escolas, desde que sou gente, porque os alunos têm sido, na sua grande …

CONVITE A TODA A DIOCESE: SANTA TERESA DO MENINO JESUS

Veneráveis Relíquias de Santa Teresa do Menino JesusNo próximo dia 9, sexta-feira, às 17 horas, chegarão ao Largo da Sé Catedral, vindas da Guarda, as Relíquias de Santa Teresa do Menino Jesus, que vêm percorrendo as dioceses de Portugal. Desde 1995 que peregrinam por países de todos os continentes. Este peregrinar pelo mundo, que tem constituído uma verdadeira chuva de graças, vai prolongar-se ainda por mais alguns anos. A vida desta jovem carmelita, morta aos 24 anos e logo canonizada 25 anos depois, comporta uma mensagem eloquente para crentes e não crentes do nosso tempo, e abre caminhos de verdade e libertação interior, acessíveis a todos, como jamais de viu. Convido os cristãos da Diocese a acolher festivamente tão honrosa visita e a não desperdiçar este momento de graça, procurando tempo para as poder venerar as Relíquias nos lugares onde estarão: Sé catedral, Carmelo de Cristo Redentor e Igreja do Carmo. Daqui partirão, na noite de Domingo, para os Açores. Convido todos os pre…

As opiniões de Marcelo Rebelo de Sousa

"Não vale a pena crispar mais"O primeiro tema de que quer falar é a justiça. Sim, a libertação de Carlos Silvino, com cobertura televisiva, interrompendo-se as programações! não em todos os canais, mas em vários generalistas. Muita gente ficou surpreendida e disse "Então o homem é posto lá fora depois de ter confessado que cometeu determinados crimes, depois de um ano de julgamento. Como é possível?" É possível, porque a lei assim o determina. É a lei que diz que os arguidos podem indicar o número de testemunhas que queiram - e foram indicadas 700 . E é a lei que determina que ao fim de x tempo de prisão preventiva sem condenação, sem decisão final de um julgamento, seja libertado o arguido. Portanto, é um problema da lei. É bom que haja uma capacidade de informar a comunicação social e a opinião pública. Lá fora, os tribunais têm e cá terão de ter porta-vozes, juízes, que esclareçam o que se passa em termos comezinhos, trocando por miúdos, para que as pessoas perce…

Igreja quer seminaristas com sexualidade madura

SEMINARISTAS COM MATURIDADE AFECTIVA SERÃO CAPAZES DE UMA CORRECTA RELAÇÃO COM HOMENS E MULHERESA formação dos que se preparam para o sacerdócio está no centro do novo documento da Santa Sé, publicado esta terça-feira. A “Instrução sobre os critérios de discernimento vocacional a respeito das pessoas com tendências homossexuais em vista da sua admissão ao seminário e às Ordens Sagradas”, da Congregação para a Educação Católica (para os Seminários e as Instituições de Estudos) gerou uma onda de interesse nos meios de comunicação social de todo o mundo por causa da não admissão ao sacerdócio de candidatos com tendências homossexuais. Apesar de ser um documento relativamente curto, esta versão agora apresentada (pedida por João Paulo II nos anos 90, antes dos escândalos relacionados com abusos sexuais nos EUA) tem quase tanto espaço de texto como de notas, relativas a uma série de citações de documentos papais, conciliares e da Santa Sé sobre esta matéria. Essa é a chave da questão: a Ins…

NATAL SOLIDÁRIO COM ANGOLA

RECOLHA DE CONTRIBUTOS ATÉ 20 DE DEZEMBRO Há dois anos, a comunidade diocesana de Aveiro mobilizou-se para ajudar Lwena. Este ano, o contributo dos que querem passar um Natal diferente, porque mais solidário, vai inteirinho para Benguela, como sugere o SDAM (Secretariado Diocesano de Acção e Animação Missionária). O pároco de Benguela, padre Abel dos Santos, diz, em carta enviada ao SDAM, que “a pobreza é ainda muito grande, as marcas da guerra custam a apagar”, o que o leva a pedir, “não o trabalho, mas as ferramentas”, para poderem fazer o que é preciso por si próprios, pensando no futuro. As necessidades mais concretas são: uma fotocopiadora, um laboratório de Físico-Química, material escolar, livros, roupas e apoio financeiro para concretizar o envio, por contentor. A recolha vai ser feita até 20 de Dezembro, podendo as ofertas ser entregues no Salão Paroquial da Palhaça, no CUFC, em Aveiro, e nas restantes paróquias da diocese. As ofertas em dinheiro podem ser depositadas na Caix…

PORTUGAL SOLIDÁRIO

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME RECOLHE 1500 TONELADAS DE ALIMENTOS No último fim-de-semana, o BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME recolheu, em todo o País, cerca de 1500 toneladas de alimentos, sobretudo junto das superfícies comerciais. Isto corresponde a mais 19 por cento do que no ano passado, o que prova, à saciedade, que os portugueses, apesar da crise, são bastante solidários. Nesta operação envolveram-se 11 mil voluntários, muitos dos quais dedicaram os seus dois dias de folga ao trabalho de recolha de produtos alime ntares, que vão beneficiar mais de 203 mil pessoas, através de 1148 instituições, que bem conhecem as famílias carenciadas. Penso que é bom sublinhar esta faceta solidária do povo português, quando chega a hora de ajudar os mais pobres. E é o mesmo povo que, quantas vezes na sombra e por respeito ao conselho evangélico – “Que não saiba a tua mão esquerda o que dá a tua mão direita” –, sempre está atento a quem precisa do apoio na hora certa. F.M.

Um artigo de António Rego

O tabu do AlémHá livros que leio por dever, desde que a leitura não constitua um pesadelo de paciência. Não é o caso de Saramago. Leio por dever mas gosto da sua escrita, ainda que revele uma concepção do mundo e da vida estruturalmente oposta à minha. Das Intermitências da Morte, direi que se trata de um singular Adagio duma encantatória peça musical. A história decorre num país bem semelhante ao nosso, onde a morte suspende a sua espada, a retoma e, por fim, se engana e demite por vulgares razões de alcofa. Uma viagem fantástica, inteligente, íntima, com o leitor pela mão a ser envolto pela ironia, sarcasmo, surpresa, magnitude das palavras nos lugares e gestos comuns. Sempre a morte e a sua ausência exploradas pelo negócio, pelo poder político, económico e religioso, sem esquecer a máfia que joga com ela como joga com a vida. A morte como objecto simplesmente pragmático. Mas também algum azedume, numa espécie de coração seco, amargurado, vedando qualquer passagem ao além. O máximo qu…

Um artigo do padre José Maia, no SOLIDARIEDADE

Imagem
Irmã Maria Isabel Monteiro IPSS: MOVIMENTO SOCIAL? Apesar de, após a minha retirada de presidente da ex-UIPSS, me ter abstido de comentar factos ou notícias relacionadas com as IPSS e a sua CNIS, entendi que desta vez e através desta coluna no SOLIDARIEDADE, me assiste o direito e o dever de me pronunciar sobre um facto que ocorreu e teve bastante repercussão na comunicação social, a saber: a referência a um estudo efectuado no tempo da ex-UIPSS e continuado já na vigência da actual CNIS, através do qual foi possível compreender melhor, tanto as pobrezas e exclusões com que se debate o país, como a imagem que as populações têm das IPSS na sua forma de contrariar e/ou lidar com estes fenómenos. O comentário a este estudo ocorreu a propósito do dia da Pobreza, data em que todos os anos quase sempre as mesmas pessoas acabam por declarar normalmente as mesmas coisas. Foi para mim uma grata surpresa verificar que a CNIS e pessoas ligadas a este estudo, com especial menção para a Irmã Isa…

Um poema de Teixeira de Pascoaes

Imagem
O CÉUÓ céu profundo e virgem; Val de estrelas em flor onde murmura a origem Das almas e das cousas… Refúgio azul das lágrimas saudosas Que alumiam a face do Senhor, Infinita e invisível como a dor! Tudo o que vai da terra encontra-se no céu; O riso que se apaga, a cor que anoiteceu E o canto que fechara os olhos, moribundo… É o ar que Deus respira a dor que exala o mundo. In “A Poesia de Teixeira de Pascoaes”, prefaciada por Jorge de Sena, Brasília Editora :: NB: Extraí este texto da revista XIS desta semana. E faço-o para sublinhar a sensibilidade da directora, Laurinda Alves, que semana a semana nos brinda e nos desafia com textos que fazem pensar, seus e de outros. F.M.

ARTE DE JOÃO CUTILEIRO NA UA

Imagem
Recanto da Universidade de Aveiro Até Janeiro de 2006 - Reitoria e Secção Autónoma de Engenharia Civil «Pedras na Praça: Arte Pública de João Cutileiro» A Universidade de Aveiro, em colaboração com o Museu Municipal de Arqueologia de Sines e com o apoio da Câmara Municipal de Aveiro, apresenta a Exposição «Pedras na Praça: Arte Pública» de João Cutileiro. Esta mostra de trabalhos, apresentada em Silves em Maio passado, integra um conjunto de fotos em grandes dimensões e maquetas de 15 obras de João Cutileiro, que mostram o seu percurso de criatividade e de produção da obra de arte, isto é, da ideia à maqueta e da obra ao local. (Para saber mais, clique UA)

Uma reflexão do padre João Gonçalves, da Glória

Tempo de acordarAs corridas do tempo parecem querer anestesiar as nossas vidas; é tudo tão bom e tudo tão rápido, que pode até acontecer que andemos por caminhos errados, que conduzem a uma vida sem sentido e, fatalmente, ao nada. Estaremos a dormir, ou andamos noutro patamar da existência, uns tantos palmos acima da realidade? Sonhamos? Mas quem apenas sonha, é porque ainda não acordou! Está aí outro Natal; o nosso, o dos cristãos, o que recorda e celebra o nascimento de um Homem muito especial. Ele quer acordar-nos para o amor, a dedicação, a atenção aos outros, à heroicidade na entrega; e deu-nos capacidades e talentos para isso. Dormir em cima dos talentos, deixar-se anestesiar por eles, é o grande perigo. Então aí está o grito do Advento: “Acordai! Vigiai!”Com os olhos e os Critérios no nosso Redentor vê-se melhor; vê-se mais longe. É urgente acordar! In "Diálogo", 1050 - PRIMEIRO DOMINGO DO ADVENTO-B

CRUCIFIXOS VÃO SER RETIRADOS DAS ESCOLAS

D. Jorge Ortiga indignado com decisão do governoO Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), D. Jorge Ortiga, está indignado com a decisão do Governo de retirar os crucifixos das escolas portuguesas. O anúncio desta decisão do Ministério da Educação, que foi hoje tornada pública pelo jornal Diário de Notícias, deixou o presidente da CEP chocado e, em declarações à Agência ECCLESIA, afirmou que “esta é uma questão que tem de ser mais repensada e merece uma reflexão conjunta para se poder chegar a uma decisão”. O mesmo artigo publicado por aquele jornal diário levanta a questão de muitos professores serem catequistas, situação que, segundo o Presidente da CEP, “é importante que sejamos capazes de reflectir e simultaneamente levar os portugueses a reflectir e a pensar”, afirmou. O Conselho Permanente da CEP vai ter a sua reunião mensal no próximo mês de Dezembro e, apesar da agenda desta reunião ainda não estar elaborada, D. Jorge Ortiga disse que este tema “poderá vir a ser a…

DIA SEM COMPRAS É ASSINALADO HOJE

A distribuição de panfletos sobre o consumo responsável em alguns centros comerciais da Grande Lisboa é uma das iniciativas organizadas pelo Grupo de Acção e Intervenção Ambiental (GAIA) para assinalar hoje o Dia Sem Compras (Buy Nothing Day) No Porto, o GAIA apela a uma concentração na Rua de Santa Catarina, a mais comercial da cidade, a partir das 16h00, para uma acção de sensibilização sobre o consumo. A campanha deste ano decorre sob o lema Compre Menos, Viva Mais. O Dia Sem Compras, que é assinalado hoje na Europa (no último fim-de-semana de Novembro), desafia a os cidadãos a não adquirirem nenhum bem ou serviço durante 24 horas. A iniciativa pretende ser uma reflexão sobre as consequências ambientais, sociais e éticas do consumo. Segundo o GAIA, os países desenvolvidos - que constituem cerca de 20 por cento da população mundial - consomem 80 por cento dos recursos naturais do planeta, causando um nível desproporcionado de danos ambientais e uma injusta distribuição da riqueza. O…

MIA COUTO: Citações - 2

"O jet-set, como todos sabem, é algo que ninguém sabe o que é. Mas reúne a gente de luxo, a gente vazia que enche de vazio as colunas sociais." In "PENSATEMPOS"

Um poema de António Gedeão

Dez réis de esperançaSe não fosse esta certeza que nem sei de onde me vem, não comia, nem bebia, nem falava com ninguém. Acocorava-me a um canto, no mais escuro que houvesse, punha os joelhos à boca e viesse o que viesse. Não fossem os olhos grandes do ingénuo adolescente, a chuva das penas brancas a cair impertinente, aquele incógnito rosto, pintado em tons de aguarela, que sonha no frio encosto da vidraça da janela, não fosse a imensa piedade dos homens que não cresceram, que ouviram, viram, ouviram, viram, e não perceberam, essas máscaras selectas, antologia do espanto, flores sem caule, flutuando no pranto do desencanto, se não fosse a fome e a sede dessa humanidade exangue, roía as unhas e os dedos até os fazer em sangue.

Banco Alimentar faz recolha este fim-de-semana

HÁ MILHARES DE BOCAS À ESPERA DE PÃOOs Bancos Alimentares Contra a Fome voltam este fim-de-semana (26 e 27 de Novembro) a recolher alimentos em 561 estabelecimentos comerciais localizados nas zonas de Aveiro, Abrantes, Coimbra, Cova da Beira, Évora, Leiria-Fátima, Lisboa, Porto, Setúbal e S. Miguel. Esta campanha antecede a época natalícia e tem por isso um significado especial, constitui uma nova oportunidade de expressão da solidariedade generosa com que os portugueses acolhem desde há 13 anos estas operações de recolha de alimentos.Cerca de 11 mil voluntários, vão recolher as contribuições efectuadas nos estabelecimentos comerciais que serão posteriormente encaminhados para os armazéns dos dez Bancos Alimentares Contra a Fome, onde se processará o respectivo armazenamento. O produto da campanha, ainda com recurso ao voluntariado, será distribuído localmente a partir da próxima semana a pessoas com carências alimentares comprovadas através de Instituições de Solidariedade Social pre…

AVEIRO: CAMPANHA DE NATAL «DAR POR UM SORRISO»

Imagem
NA CASA MUNICIPAL DA JUVENTUDEA Câmara Municipal de Aveiro, através da Divisão de Juventude e Divisão de Acção Social e em parceria com as Instituições do Concelho, promove a Campanha “Dar por um Sorriso” que tem por objectivo ajudar as crianças mais carenciadas do Concelho de Aveiro. Esta Campanha teve início em 23 de Novembro e prolonga-se até ao dia 15 de Dezembro de 2005, período em que se pretende angariar roupas e brinquedos para serem posteriormente distribuídos pelas crianças e famílias mais carenciadas. A autarquia pretende, assim, tornar o Natal destas crianças mais feliz, oferecendo os brinquedos e roupas recolhidos durante esta Campanha. Os interessados em colaborar nesta iniciativa podem entregar as ofertas na Casa Municipal da Juventude, de Segunda-a Sexta-feira das 09.30 às 18.00 horas.

XIX ENCONTRO NACIONAL DA PASTORAL DA SAÚDE

Imagem
A saúde integral da pessoa como desafio do espiritualTerminou esta manhã, dia 25 de Novembro, em Fátima, a 19.ª edição do Encontro Nacional da Pastoral da Saúde, uma iniciativa organizada pela Comissão Nacional da Pastoral da Saúde, realizada no Centro Pastoral Paulo VI, no Santuário, e que congregou 900 profissionais que, durante quatro dias, debateram vários temas relacionados com a temática geral “A saúde integral da pessoa – o desafio do espiritual”. Durante o encontro deste ano, a Comissão Nacional da Pastoral da Saúde anunciou o lançamento do Prémio Padre Vítor Feytor Pinto, para distinguir trabalhos de investigação científica "nas áreas da espiritualidade e pastoral em relação com a saúde e a terapia". Este prémio, instituído junto do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa, será atribuído de dois em dois anos "a pessoas ou instituições em actividade que apresentem trabalhos científicos inéditos de investigação ou referentes a projectos…

XIX ENCONTRO NACIONAL DA PASTORAL DA SAÚDE

CONCLUSÕESConsiderando: 1. Que, numa sã antropologia, não é possível conceber a pessoa humana sem considerar a sua dimensão espiritual; 2. Que, na Saúde, a espiritualidade tem uma importância primordial porque é uma das dimensões mais ricas da vida humana integral (complexo bio-psico-social­cultural e espiritual), elemento base na recuperação terapêutica da pessoa doente; é uma referência essencial à transcendência, para muitos à vida religiosa, que pede respeito incondicional pela diversidade de opções e convicções, especialmente no tempo difícil da enfermidade; 3. Que a Igreja tem responsabilidades acrescidas na saúde espiritual da pessoa humana, sobretudo quando, porque doente, necessita de especiais cuidados, para o seu equilíbrio interior, indispensável para a saúde global; 4. Que todos os profissionais de saúde e agentes pastorais devem ter em atenção a espiritualidade de cada um, reconhecendo a condição fundamental para que todos alcancem um bem-estar maior, e uma qualidade de …

SEGUNDO A FAO, CONTINUAM A MORRER CRIANÇAS À FOME

Imagem
Seis milhões de crianças morrem de fome todos os anos Segundo refere a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), todos os anos morrem quase seis milhões de crianças em todo o mundo devido à fome e à subnutrição. Em comunicado, a FAO diz que «a grande maioria destas crianças morrem devido a algumas doenças infecciosas de tratamento fácil como a diarreia, a pneumonia, a malária e o sarampo. Teriam sobrevivido se os seus organismos e os seus sistemas imunitários não estivessem debilitados pela fome e a subnutrição». O director da FAO, Jacques Diouf, adianta que o objectivo fixado pela ONU até 2005 de reduzir para metade o número de pessoas subnutridas «foi muito lento» e «a comunidade internacional está longe de o alcançar». Citada pelo Diário Digital, a FAO estima que, entre 2000 e 2002, 852 milhões de pessoas estavam subnutridas em todo o mundo, das quais 814,6 milhões nos países em desenvolvimento. A FAO insiste em dois caminhos na luta contra a fome: «aum…

Um artigo de Pedro Lomba, no DN

O fim da tutelaHá 30 anos, a 25 de Novembro, os protagonistas sérios do regime, com o general Eanes à frente, puseram-se de acordo sobre aquilo que não queriam não queriam o Prec, militares com cabeleiras, governos do PCP, o dr. Cunhal, cercos à Assembleia Constituinte (que retardassem a aprovação da nova Constituição), políticos com ideias extremas ou ideologias que impedissem a adesão de Portugal à Europa, vista pelos políticos sensatos, depois da descolonização, como a nossa única saída. Em suma, queriam um país normal, uma democracia normal, homens comuns, ideias comuns. Chesterton dizia que a democracia é a forma de governo das pessoas comuns, das pessoas que escrevem as suas próprias cartas, que têm as suas motivações comezinhas, que querem que as deixem em sossego. Acabada a Revolução, ficámos então com um regime compromissório, sem perigo de guerra civil, Forças Armadas fora das ruas (embora ainda dentro da política), um militar como Presidente da República, um acordo implícit…

Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Violência doméstica matou 33 mulheres desde o início do ano Um artigo de Ana Cristina Pereira, no PÚBLICOForam alvejadas a pistola ou caçadeira, golpeadas com faca ou machado, mortas à vassourada, à paulada, ao murro ou pontapé. Desde o início do ano, 29 mulheres foram assassinadas por maridos, namorados ou ex-companheiros, mais quatro por familiares. Hoje é Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres. O ano, na imprensa nacional, abriu com o drama de Vânia Silva. Ao princípio da noite de 3 de Janeiro, o ex-companheiro dirigiu-se ao seu local de trabalho, regou a jovem, de 18 anos, com combustível e ateou-lhe fogo. A rapariga, hospitalizada com queimaduras de segundo e terceiro grau, sobreviveu. Desde o início de 2005, pelo menos 29 mulheres foram notícia nos jornais por terem sido assassinadas por um homem com quem mantinham ou tinham mantido uma relação íntima e outras 41 por terem sido alvo de tentativa de homicídio. Há uma que morreu ao defender a irmã e ain…

MIA COUTO: Citações - 1

"A maior desgraça de uma nação pobre é que, em vez de produzir riqueza, produz ricos. Mas ricos sem riqueza. Na realidade, melhor seria chamá-los não de ricos mas de endinheirados. Rico é quem possui meios de produção. Rico é quem gera dinheiro e dá emprego. Endinheirado é quem simplesmente tem dinheiro. Ou que pensa que tem. Porque, na realidade, o dinheiro é que o tem a ele." In "PENSATEMPOS"

Renascença procura novos ouvintes

RR TEM NOVA PROGRAÇÃOA Rádio Renascença (RR) quer conquistar novos públicos e por isso tem no ar, desde o início do mês de Novembro, uma nova programação. O perfil da emissora católica portuguesa tem vindo a envelhecer nos últimos anos e por isso, referiu à Agência ECCLESIA o director de programação Nelson Ribeiro, “estava na altura de continuar um caminho que já tinha sido traçado anteriormente no sentido de rejuvenescer o canal ou seja ir buscar ouvintes mais novos acima dos 35 anos”. O perfil do ouvinte da RR “tem vindo a envelhecer nos últimos anos”, afirmou o director de programação, e por isso a aposta da rádio vai no sentido de oferecer a música que é do gosto do perfil do ouvinte traçado por esta estação, e também a produção de uma informação com qualidade. “A nossa informação é cada vez mais credível”, salientou Nelson Ribeiro. “Não é uma aposta em termos de quantidade mas sim de qualidade”, reforçou. Assim, segundo Nelson Ribeiro que assumiu recentemente a direcção de program…

UM LIVRO DE MIA COUTO

Imagem
“PENSATEMPOS” “PENSATEMPOS” é mais um livro de Mia Couto, o escritor moçambicano que é um exímio criador de palavras. É um livro com textos de opinião que mais não são do que um desafio ao debate e à reflexão sobre o mundo de que fazemos parte, com a obrigação moral e cívica de nos tornarmos partícipes em tudo o que possa contribuir para a fraternidade universal, despida de preconceitos redutores. Mia Couto brinda-nos com textos que são pedaços de prosa poética que nos acicatam a alma e nos propõem um olhar atento aos comportamentos e pensares das pessoas comuns, mas também dos agentes de mudança, políticos e outros, que procuram moldar os nossos tempos, nem sempre de forma positiva. Em cada frase ou parágrafo há ideias, propostas e desafios, ao jeito de pensamentos, mas ainda marcas históricas que vale a pena recordar com a leitura que Mia Couto fez e faz de acontecimentos que viveu intensamente e que se reflectiram no nosso quotidiano. A riqueza dos textos obriga-me a transcrever, …

Um artigo de D. António Marcelino

Imagem
D. António Marcelino CAMINHOS NOVOS PARA ÓDIOS VELHOS Quem tem olhos que veja, quem tem ouvidos que ouça, quem tem coração que aprenda e ame: palavras de sabor bíblico que podem servir de caminho para reflectir serenamente e para novas atitudes, tal é a eloquência dos factos que elas iluminam. O DN de 12 de Novembro titulava a notícia assim: “ Menina israelita recebe coração palestiniano”. E, com realce, a tradução da notícia é esta: “Khatib foi morto por tropas de Israel. O coração do menino palestiniano bate agora no peito de uma rapariga israelita.” Traz-se ainda à memória que, há quatro anos, um farmacêutico palestiniano, assassinado por um israelita, tem o seu coração a ajudar a viver um judeu. Igal Cohen, o beneficiado pelo transplante, disse esperar que este viesse a trazer a paz entre as duas nações em guerra e amassadas em ódios. Li, comovi-me, recortei a notícia para poder fazer acerca dela um eco e um ponto de reflexão que possa chegar a quem a não leu ou depressa a esqu…

Um texto de Octávio Carmo, na Ecclesia

Sem espantoA publicação “pirata” de um documento de um Dicastério da Santa Sé (e não do Papa) gerou hoje uma onda de reacções um pouco por todo o mundo. O texto apresentado pela agência italiana Adista revela uma “Instrução” da Congregação para a Educação Católica (para os Seminários e as Instituições de Estudos) sobre a não admissão ao sacerdócio de candidatos com tendências homossexuais. Apesar de ser um documento relativamente curto, esta versão agora apresentada (pedida por João Paulo II em 1994) tem quase tanto espaço de texto como de notas, relativas a uma série de citações de documentos papais, conciliares e da Santa Sé sobre esta matéria. Essa é a chave da questão: qualquer que venha a ser a posição definitiva da famosa Instrução, ela mais não faz do que reforçar a tradicional posição de prudência nesta matéria, expressa várias vezes pela hierarquia da Igreja. Mais: o texto que agora passeia pela Internet e pelas redacções dos Media de todo o mundo permanece da responsabilidade…

NOVA IPSS EM ESTARREJA

Fundação Cónego Filipe de FigueiredoAproxima-se a passos largos o dia 28 de Novembro, em que se celebrará o 2º aniversário da partida do Sr. Cónego Filipe.É publico que o Sr. Cónego Filipe partiu de forma brusca sem avisar ninguém. Acreditamos que ele próprio que estava sempre ao serviço do próximo e sempre vigilante terá sido surpreendido pela sua brusca chamada, pois deixou os sonhos de um lado, os meios para os concretizar do outro e a amizade toda espalhada. Os Órgãos Sociais da Fundação Cónego Filipe de Figueiredo estão a envidar todos os esforços para dar corpo ao sonho do Sr.Cónego Filipe para Estarreja. Estão também a preparar o Programa de celebração do 2º Aniversário da sua partida, onde se inclui a vontade de trazer para Estarreja o espólio da vida, pensamento e obra do Sr. Cónego Filipe que está também ele espalhado por várias Instituições de Évora, de Lisboa, na casa de muitos amigos espalhados pelo país e até pelo mundo, e família. É propósito dos Órgãos Sociais da Funda…

Encontro Nacional de Capelães e Assistentes Espirituais Hospitalares

CONCLUSÕES DO ENCONTRO NACIONALMais de meia centena de Capelães e Assistentes Espirituais Hospitalares de todo o país reuniram-se em Fátima, em 21 de Novembro, para reflectir sobre o seu estatuto e a sua missão no contexto do Serviço Nacional de Saúde. O Solidariedade Online divulga o detalhado balanço deste encontro. Presidiu ao Encontro o Presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social da Conferência Episcopal Portuguesa. A parte final dos trabalhos e a Sessão de Encerramento do Encontro decorreram sob a presidência do Cardeal Javier Lozano Barragán, Presidente do Pontifício Conselho para a Pastoral da Saúde, que se deslocou de Roma, para estar presente neste e no Encontro Nacional da Pastoral da Saúde, que reúne perto de um milhar de participantes no Centro Paulo VI, entre 22 e 25 de Novembro. Foi importante a reflexão orientada pelo Dr. Alexandre Diniz, responsável pela Direcção de Serviço da Prestação de Cuidados de Saúde da Direcção-Geral de Saúde, sobre o tema: “A abordagem…

JACINTA apresenta novo disco na Aula Magna, em Lisboa

Imagem
Jacinta “Daydream” estará à venda em JaneiroA cantora de jazz Jacinta vai apresentar o seu segundo álbum, “Daydream”, na próxima sexta-feira, 25 de Novembro, em Lisboa, na Aula Magna, num concerto integrado no Festival de Música da Cidade. O novo disco desta artista gafanhoa estará à venda em Janeiro, tendo as gravações decorrido em Nova Iorque, sob a supervisão do saxofonista Greg Osby, segundo informou o caderno “Actual” do semanário “Expresso”. Conforme sublinhou Jacinta, o piano utilizado nas gravações era propriedade do Carnegie Hall e nele tocaram Thelonious Monk, Duke Ellington e Count Basie. A cantora de jazz Jacinta, a primeira artista portuguesa a gravar na conceituada editora Blue Note, espera que o seu novo disco “abra portas na Europa, porque é um disco de jazz puro e duro, ao contrário do anterior”, referiu ao “Actual”. F.M.

Um artigo de Francisco Sarsfield Cabral, no DN

RACIONALO debate sobre os grandes projectos começa, finalmente, a entrar num plano racional. Quanto ao TGV, o Governo atrasa o projecto e reduz as cinco linhas previstas pelo Executivo de Durão Barroso a apenas duas. Assim diminui os riscos de se criar mais um enorme sorvedouro de dinheiros públicos. E o colóquio sobre a Ota ontem realizado na Gare Marítima de Alcântara trouxe elementos úteis. Do ponto de vista do erário público, este projecto não assusta, visto ser atractivo para operadores privados. Mas será que as suas vantagens para o País superam os inconvenientes? A argumentação do Governo é agora clara. A Portela não tem uma capacidade inesgotável, mesmo com novos investimentos. Em períodos de intenso tráfego, o aeroporto já tem sido forçado a recusar voos - o que não favorece o turismo. Um segundo aeroporto, complementar, implicaria uma anti-económica duplicação de infra-estruturas. Logo, é preciso um novo e grande aeroporto, para funcionar não antes de 1917. Ontem foram aprese…

FÁTIMA: PASTORAL DA SAÚDE EM ENCONTRO NACIONAL

Está a decorrer em Fátima, no Centro Paulo VI, até 25 de Novembro, o XIX Encontro Nacional da Pastoral da Saúde, com o tema "A saúde integral da pessoa: o desafio espiritual". Numa mensagem para este Encontro, o Bispo de Portalegre-Castelo Branco, D. José Sanches Alves, Presidente da Comissão Episcopal de Pastoral Social, salienta que “só a dimensão espiritual [do ser humano] o diferencia e o coloca acima dos outros seres da criação", podendo abri-lo ao Transcendente, sendo, por isso, considerada "uma dimensão essencial para o compreender e para explicar a sua saúde”. Acrescentou que “cada ser humano é uno, único e indiviso enquanto pessoa e, portanto, goza de saúde plena quando nele a harmonia é plena”, apresentando uma “visão positiva o holística da saúde”. É nesse sentido também que o P. Vítor Feitor Pinto, Coordenador Nacional da Pastoral da Saúde, propõe como objectivo deste Encontro “olhar a saúde numa perspectiva antropológica, como saúde integral, o que r…

Uma reflexão do padre João Gonçalves, da Glória

Assembleia definitiva O Senhor é pastor, isto é, vive, trabalha e cuida; conduz as suas ovelhas aos melhores prados, para que nada lhes falte, sejam robustas e fortes. As ovelhas somos nós; e quer-nos felizes, com certezas e futuro de tranquilidade. O Pastor bom não descuida, nem por um momento, cada um de nós, e tem atenções particulares pelos mais débeis e marcados pelo sofrimento ou por alguma limitação. E o Pastor Jesus Cristo quer passar por pobre, doente, preso, sem abrigo, peregrino, despido e último da sociedade organizada hierarquicamente; não Se importa de ser desconsiderado, porque não sonha tronos de glória e honras; só quer servir; o prémio apenas o espera do Pai, o único justo. Não é fácil pormos os olhos de ver; e, por causa disso, temos dificuldade em O encontrar nas ruas e avenidas das nossas cidades ou aldeias; não O identificamos quando nos bate à porta ou cambaleia nos passeios das cidades; não percebemos que ele está no hospital ou detido numa casa de reclusão; nem da…

Um artigo de António Rego

A crise do Pai NatalO mercado vive duma espécie de engodo. Comprar e vender é um acto livre que tem cálculos, contas, necessidades, desejos, ilusões, jogos, riscos, lucros, posse, rejeição. Isso pode acontecer num mercadinho de bairro ou no grande bairro do mundo onde as coisas se compram e vendem porventura com vista larga. Os governos já entenderam que nesta matéria não podem ser demasiado pródigos tanto em estímulos como em repressões ao que se chama consumo. Convidar a poupanças próximas do exíguo, paralisa uma comunidade que vive das suas trocas e circulações que suscitam trabalho e criatividade. Alimentar o vício do supérfluo pode conduzir a uma círculo fechado e estrangulador para uma economia que se julga em movimento. Como um mecanismo de água estagnada que ilusoriamente circula dentro do mesmo poço sem se renovar e enriquecer. Claro que tudo isto vem a propósito do Natal. Dizemos vezes sem conta que a celebração do nascimento de Jesus nem de perto nem de longe se restringe a…

HERMAN JOSÉ ARREPIOU CAMINHO

É PRECISO APRENDER A PROTESTAR CONTRA O LIXO TELEVISIVO QUE INVADE AS NOSSAS CASASNão é novidade para ninguém se dissermos que Herman José é um dos maiores humoristas de sempre do panorama artístico nacional. Ao longo da sua vida, tem brindado os portugueses com inúmeros programas de real originalidade e de grande capacidade criativa. Acontece, porém, talvez por falta de talento momentâneo ou por pensar que a anedota pornográfica é sempre fonte de sucesso, que Herman José caiu no erro de julgar que os portugueses vão todos os dias na onda do que é rasca. O que não é verdade, porque há muita gente que sabe distinguir o que é bom, e forma, do que é mau, e deforma. Daí que muitos, como eu, tenham posto de lado o seu humor, carregado de mau gosto e de baixeza moral. Para bastantes portugueses, a solução foi desligar a SIC na hora nobre em que ele trabalhava para gente que ri facilmente, optando pela anedota barata que não casa bem com ambientes familiares e de princípios morais. Por isso,…

EM DESCANSO POR UNS DIAS

Em descanso por uns dias e ainda com limitações técnicas, não pude marcar presença neste meu diário "on-line", aberto à comunidade cibernáutica. No entanto, não me esqueci de quantos me lêem com regularidade, como sinal de uma fidelidade cativante. Aqui continuarei com toda a gente, a caminho de um ano de actividade na aldeia global que merece e precisa do envolvimento sadio de todos, sempre pela positiva. Fernando Martins

AVEIRO: MAIS RESIDÊNCIAS UNIVERSITÁRIAS

Imagem
Alameda da UA MAIS "CAMAS" PARA ESTUDANTES DA UATudo indica que em 2008 haverá mais residências universitárias em Aveiro, para dar respostas aos muitos estudantes que as procuram. A primeira fase da construção das novas residências, prevista para o início daquele ano, vai a concurso em breve, segundo informou o responsável pelos Serviços Sociais da UA ao JN. Em 2008, portanto, haverá mais 634 "camas".

Um artigo de Rui Machete, no DN

É PRECISO ACREDITAR QUE HÁ UM FUTURO Em Portugal, a crise começou a ser encarada a sério pelos governos. O actual Executivo, em particular, tem revelado coragem nas medidas a tomar, porventura ainda insuficientes :: É um truísmo dizer que o modelo de Estado europeu de bem-estar se encontra em crise. Os portugueses vivem em pleno essa crise, apesar de nunca terem usufruído completamente das vantagens do Estado-Providência. Nesta situação, os comportamentos defensivos dos vários sectores da população activa dinamizam-se fortemente - funcionalismo público, incluindo os juízes e os militares, sindicatos representantes dos trabalhadores com contratos sem prazo, etc. Até as estruturas administrativas autónomas de base territorial, regiões e autarquias sobretudo, se entrincheiram por detrás dos privilégios orçamentais que conseguiram no passado. Os que não têm poder reivindicativo nas negociações colectivas, porque ainda ou já não participam na produção, ou não são representados pelos sindica…

Princípios e Orientações sobre os Bens Culturais da Igreja

Imagem
Sé de Aveiro Nota da Conferência Episcopal PortuguesaI – FINALIDADE E NATUREZA DOS BENS CULTURAIS DA IGREJA A Igreja de Cristo está no mundo para continuar no tempo a missão de Jesus, Filho de Deus em nossa condição humana. Esta missão é a de facultar aos homens e mulheres, na linguagem de cada tempo e das diversas culturas, a vida divina que os salva do mal. Ela assim o faz, reunindo as pessoas, anunciando-lhes a mensagem evangélica e tornando presentes, em assembleias de oração, aqueles gestos e sinais sagrados que o Salvador mandou repetir em sua memória.Este é o fundamento dos princípios que se seguem. 1. A Igreja Católica, para realizar os seus fins, que recebeu por mandato de Cristo, sempre procurou os meios necessários para os atingir.Esses meios supõem o uso em liberdade de espaços adequados à reunião de assembleias, ao ensino, à vida em grupo, à oração comunitária e individual, à celebração de gestos religiosos. 2. Para que sejam adequados às finalidades transcendentes a qu…

JACINTA ACTUA EM LUANDA EM 1 E 2 DE DEZEMBRO

Imagem
A cantora de jazz portuguesa Jacinta vai realizar dois espectáculos em Luanda, nos dias 1 e 2 de Dezembro. A iniciativa é do Instituto Camões e da produtora local JJ Jazz "A presença em Luanda de uma das mais importantes cantoras de jazz portuguesas traduz a importância que Portugal atribui às relações bilaterais ao nível cultural com Angola", afirmou João Pignatelli, adido cultural da embaixada de Portugal na capital angolana. "A política a seguir nesta área passa pela realização de iniciativas conjuntas entre instituições portuguesas e angolanas, com um forte apoio da iniciativa privada dos dois países", acrescentou Pignatelli, em declarações à agência Lusa. O primeiro espectáulo de Jacinta, que se desloca pela primeira vez a Angola, terá lugar no Hotel Trópico (1 de Dezembro), uma das principais unidades hoteleiras da capital angolana, e o segundo no Espaço Baía (2 de Dezembro), junto à Marginal de Luanda. Jacinta estará acompanhada por uma banda formada por Jos…

Filme sobre João Paulo II emociona o seu sucessor

Estreia em Portugal em 19 e 20 de Dezembro, em horário nobreBento XVI mostrou-se emocionado na ante-estreia mundial do filme “João Paulo II”, uma coprodução das italianas Lux Vide e RAI Fiction e da norte-americana CBS. O filme foi projectado na sala Paulo VI do Vaticano, ontem à tarde, perante cerca de 6 mil pessoas. “A visionação deste filme renovou em mim, e penso que em todos os que tiveram a graça de conhecer João Paulo II, um sentimento de profunda gratidão a Deus, que deu à Igreja e ao mundo um Papa de tão elevada estatura humana e espiritual”, disse Bento XVI após a projecção. O actual Papa sublinhou a “comunhão espiritual” que os fiéis ainda mantêm com Karol Wojtyla, visível nas constantes peregrinações ao seu túmulo, nas grutas do Vaticano. “A ligação afectiva e espiritual com João Paulo II, que se tornou estreitíssima nos dias da sua agonia e morte, não se interrompeu, porque é uma ligação entre almas: entre a grande alma do Papa e as dos numerosos crentes; entre o seu coraçã…

ASSOCIAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL VIVER EM ALEGRIA

Imagem
Aposentados partilham e socializam com alegriaDe um grupo de pessoas aposentadas, que se reuniam para passar o tempo, nasce a Associação de Solidariedade Social “Viver em Alegria” na Figueira da Foz. Isto acontece com toda a naturalidade, porque cedo começam a sentir que não podiam ficar por aí e que era preciso fazer algo de importante em prol da comunidade. A actual presidente da direcção, Natércia Crisanto, licenciada em História, "mostra" ao SOLIDARIEDADE como de um encontro de aposentados pode nascer uma instituição como esta, que aposta em partilhar e socializar com alegria. :: NB: Nas minhas saídas, aproveito, por vezes, a oportunidade de conhecer instituições, que depois divulgo aqui e publico. Para conhecer esta, clique SOLIDARIEDADE

Comunicado final da Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa

BISPOS PORTUGUESES REUNIDOS EM FÁTIMA, DE 14 A 17 DE NOVEMBRO1. De 14 a 17 de Novembro de 2005 reuniu, na Casa de Nossa Senhora das Dores do Santuário de Fátima, a 161ª Assembleia plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) com a participação do Presidente e da Vice-presidente da Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP). Esteve também presente o Senhor Núncio Apostólico, D. Alfio Rapisarda. 2. O início da primeira sessão foi aberto à comunicação social e constou do discurso de abertura do Presidente da CEP, D. Jorge Ferreira da Costa Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga. D. Jorge começou por sublinhar a importância da transmissão da fé como tema basilar para a reflexão da CEP ao longo do próximo triénio. Apontou, depois, alguns desafios concretos no momento presente da sociedade portuguesa: educar para a corresponsabilidade de todos na preservação da natureza, de modo a prevenir tragédias como a dos incêndios; valorizar o poder local, nomeadamente o autárquico, fund…

Um artigo de António Rego

Visita à CidadeNão foi apenas Lisboa. Todo o país viu. E, pelos resultados de audiência e atenção dos media, o país entrou na festa, tal como mergulha na dor duma tragédia ou no entusiasmo dum acontecimento festivo. Nas suas proporções, os media por empatia, “congregam a comunidade dispersa” dando-lhe sintonia e unidade - também religiosa. Tornando, assim, irrelevante, qualquer distância física entre o emissor e o receptor. Aconteceu em Lisboa, integrado no Congresso, o cortejo da Luz. Foi um elemento, entre muitos outros, visita à cidade que esteve no subconsciente de todas as sessões das cinco capitais da Europa que abraçaram o projecto. Por muitas formas se tem tentado expressar a incapacidade dolorosa de comunicar por inteiro para o “outro lado do muro”. E parece, de facto, um muro, esta separação agressiva, apática ou neutral entre a Igreja e o Mundo. Velho problema que ganhou contornos diversos desde que Jesus falou do Mundo (que veio salvar), mas a que os seus discípulos não per…

Bento XVI apadrinha estreia mundial de filme sobre João Paulo II

Imagem
Bento XVI ESTREIA DO FILME "JOÃO PAULO II" TERÁ LUGAR HOJE NO VATICANOA estreia do filme “João Paulo II” terá lugar hoje no Vaticano, com a presença do Papa Bento XVI. A obra foi realizada na Polónia e na Itália pela produtora italiana Lux Vide, a RAI Fiction e a norte-americana CBS. O filme, de quatro horas de duração, estreará na televisão italiana nos dias 27 e 28 de Novembro e nos Estados Unidos a 2 de Dezembro. Conta com a actuação de Jon Voight, para quem a representação do papel do Papa João Paulo II foi uma experiência que "mudou a minha vida". No visionamento desta tarde estarão presentes representantes de televisões de todo o mundo, entre os quais o director de Programas da RTP1, Nuno Santos. A estreia em Portugal está prevista para os dias 19 e 20 de Dezembro, em horário nobre. "João Paulo II deve ser olhado como alguém que foi mais do que um líder religioso. A série retrata-o como um homem que mudou o curso da história. Esse é o seu principal leg…